GIRLS CAN | Um passo com Mulher-Maravilha

Olá, Padawans! Tudo bem com vocês?

Para finalizar a semana especial da Mulher-Maravilha, trago um especial de Girls Can, com depoimentos de garotas sobre a representatividade que Diana Prince traz a cada uma de nós. Por anos aguardei que alguma heroína que de fato tivesse destaque no cinema, mas não apenas aquela que está em um grupo de heróis que auxilia ou é destaque com uma relação amorosa com outro super-herói. É importante dar destaque e força para personagens femininas e heroínas, para mostrar as gerações que estão vindo e as que aqui já estão, que podemos ser o que quisermos, heroína ou princesa,  e nos dar o poder de lutar pelo que somos e o que queremos, tenho pra mim que o filme da Mulher-Maravilha vem nos mostrar e enfatizar isso.

Uma mulher forte, linda e maravilhosa protagonista em um filme em que não vai focar na relação amorosa dela, mas sim mostrar como é dona de tudo e não precisa de homem nenhum? Com toda a certeza do mundo é um sonho se tornando realidade. Eu tenho vontade de chorar de alegria toda vez que vejo fotos de meninas vestidas como a Mulher Maravilha porque finalmente, garotinhas estão tendo alguém em quem se espelhar. O motivo disso ser tão importante é porque desde pequenas somos ensinadas que precisamos de alguém do sexo masculino pra tudo e isso não é verdade. Eu sempre tive uma ideia que nós somos muito badass, mas muitas de nós não sabem e a Princesa Diana de Themyscira nas telas do cinema tem um papel importantíssimo em mostrar para meninas de todas as idades que nós somos capazes de qualquer coisa. Sem contar que o filme pode incentivar garotas a se interessar pelo mundo dos quadrinhos porque elas estão sendo representadas, e acredite quando eu digo que não existem palavras o suficiente pra descrever a importância da representatividade na vida de garotinhas que estão se descobrindo como pessoas! Em resumo um filme da Mulher-Maravilha é a resposta das minha orações, ele abre caminho pra que outras heroínas e até algumas vilãs possam ter seu próprio filme e continuar mostrando pra todas as meninas que nós somos demais é que nós podemos ser uma Princesa e uma Guerreira Amazona ao mesmo tempo.” (THAIS, 18)

Nunca estive tão empolgada para ver um filme como estive nessa quarta-feira dia 31 de maio, finalmente realizei o meu sonho de ir ao cinema assistir um filme de uma heroína. E o que esse filme me representou? Bom, só me fez abrir mais a minha mente que nos mulheres podemos sim, temos forcas, temos poder. Diana nos mostrou seu amor, sua pureza e lealdade, fez com que eu tivesse aquela sensação de poder mudar o mundo, fazer algo de melhore que não somos mulheres sensíveis e que sempre vamos ter alguém pra nos salvar. Antes de assistir eu já esperava o resultado, na verdade depois de ver o impacto foi muito maior do que o esperado, pois já vi muitas garotas inclusive crianças querendo ser uma Mulher-Maravilha, tem coisa mais linda? Acho que esse filme abriu e ainda vai abrir portas para próximos filmes de heróis com mulheres como protagonistas.” (KAROLINE, 22)

Um filme com uma protagonista feminina é basicamente tudo o que precisávamos, pois estamos acostumadas com Superman, Batman, salvando o dia e salvando a pobre garota indefesa, agora com uma heroína no comando, prova que de sexo frágil não temos nada, e que nós podemos muito bem ser nossas próprias heroínas. Diana é a prova disso, ela mostra como podemos ser fortes, guerreiras, não ser intimidas por homens e o mais importante, que nós não precisamos de ninguém para nos salvar. A Mulher Maravilha é o símbolo do poder, força de vontade e igualdade, ela prova que todos nós somos iguais, e que não importa o sexo, e isso hoje dia é tão complicado, mulheres são consideras inferiores, a um nível abaixo dos homens, e que sempre seremos as mocinhas em perigo, e que não temos capacidade para sermos heroínas. Mas isso mudou, mudou com o filme dela, da guerreira amazona, ela mostra que amor ao próximo, amor a humanidade é a coisa mais importante, não a briga por quem é melhor.Diana Prince não é só um símbolo agora ela é real, é uma mulher de verdade, Gal Gadot e Patty Jenkins fizeram isso acontecer, agora milhares de garotas, podem se libertar do medo de inferioridade, podem mostrar que são capazes de seguir seus sonhos sozinhas, que são fortes, essas duas mulheres fizeram isso, e eu como fã de quadrinhos e acima de tudo como mulher me sinto honrada de ser representada por Gal Gadot as Diana Prince nos cinemas.” (EMILIA, 20)

“A representatividade feminina tanto no universo de heróis quanto nos filmes em si é muito importante para nós mulheres, por que mostra que sim, podemos e somos capazes de fazer e ser o que desejamos, então com a chegada da Mulher-Maravilha e não só ela, como outras personagens Girl Power, me deixa muito feliz e muito representada sim, tanto Mulher- Maravilha quando outras personagens femininas são minha inspiração desde pequena.” (BRENDA, 14)

“Eu acredito que a Mulher- Maravilha é importante para “quebrar” esse paradigma de que só os homens podem combater o crime e salvar o mundo, além quebrar essa ideia de que mulheres são frágeis. Podemos ser tão fortes quanto a Diana. Ela inspira uma geração inteira de garotas a serem fortes, independentes e corajosas assim como ela.” (JULIANA, 19)

Portanto, Mulher-Maravilha é um marco no universo de Heróis no cinema, ainda mais quando dentro de cada garota que sonha em ser sua heroína um dia. Não é apenas o empoderamento de uma heroína ou uma mulher, mas de uma geração.

Girls Can está tendo uma recepção e repercussão muito boa, só gostaria de lembrar que esse espaço é todo seu garota, que gosta de Heróis, Star Wars, Games, Harry Potter e outros, e que faz parte desse mundo Nerd. Mande seu depoimento e faça parte dessa luta, venha atrás de seu espaço. Para participar entre em contato na aba “contato”.

Lembre-se garota, você pode. E aí, gostou ou tem alguma sugestão? Deixa aí seu comentário e que a Força esteja com você.